Convicção tardia

Dona Ivone Lara / Bruno Castro

Quando soubeste o que é o amor
Eu já tinha sofrido o maior dissabor
Não acreditavas em mim, tenho convicção
Nem na palavra inspirada do meu coração

Mas descobri que no amor
O benefício ampara o provedor
Exercitei minha emoção
E hoje, vivo o esplendor
De uma nova paixão

Na terra seca que chorei
Nasceram flores
Que em lágrimas reguei
Do desamor nasceu canção
Que, hoje, embala o pranto
De quem clama o meu perdão

Warner Chappell Edições Musicais LTDA



BR-BUZ-08-00002

ficha técnica da faixa
Dona Ivone Lara: voz
Bruno Castro: voz
Mauricio Verde: violão de 6 cordas e cavaquinho
Mauricio Verde: arranjo e regência
André Bellieny: violão de 7 cordas
Nélio Júnior: piano e cordas
Vini Lobo: baixo
Luciano Broa: bateria
Felipe de Angola: percussão
Gegê de Angola: percussão
Alexandre Loro: coro
Neth Bonfin: coro
Elaine Guedes: coro
Gabby: coro
Muca: trombone