Cantei só pra distrair

Hélio dos Santos

Eu cantei só pra distrair
Aquelas lágrimas que eu já derramei por ti
Amei e não fui feliz
Mas não vou deixar de amar para não chorar
Cantando assim eu vivo
Sorrindo vou me destraindo
Morreu a minha alegria
Minha companheira de orgia

Pagode de Hélio dos Santos
Que em todos os cantos bota pra quebrar
Mostrando que é lá da serrinha
E todos são bambas naquele lugar

Este samba da antiga
Que alegra a vida e não tem idade
Desce pra cá pro asfalto
E vem alegrar o povo da cidade


Eu cantei .....

Dona Fia, Dona Fia
Dona Fia cadê Ioiô, cadê Ioiô
Cadê Ioiô dona Fia, cadê Ioiô
Cadê, Cadê, Cadê Ioiô Cadê,
Cadê, Cadê Ioiô

Ioiô é um moleque maneiro
Vem lá do Salgueiro e tem seu valor
Toca cavaco, pandeiro
E no Partido Alto é bom versador
E quem sabe o seu paradeiro
É o pandeiro cavaco e tantã
Quando ele encontra a rapaziada
Só chega em casa de manhã

Dona Fia, Dona Fia.......

Quero encontrar este bamba
Que em termos de samba é sensacional
Para alegrar o pagode
Que estou preparando lá no meu quintal
E foi no samba pra gente
Que vi um valente versar pra Ioiô
Mas ele estava indecente
Deixando o malandro de pomba-rolô

Direto



60.866.616

ficha técnica da faixa
Dona Ivone Lara: voz