Vejo em teus lábios risos

Mestre Fuleiro / Delfino Coelho

Vejo em teus lábios risos,
risos de alegria
porque desdenhas tanto de
quem está chorando e vive
implorando amor.

Não ria de quem padece
porque teu riso muito me
entristece.

Si tu maltratas
alguém olhas que cedo ou
tarde há de chorar também

Pelo teu desengano,
já estou esperando pois
sei que a tristeza quando
te encontrar vai te fazer
chorar.

E quando soluçando cheia
de remorsos,
pedis compreenção
para o meu coração
que perdoar não posso.

Vejo em teus lábios risos
risos de alegria
porque desdenhas tanto de
quem está chorando e vive
implorando amor

Não ria de quem padece
porque teu riso muito me
entristece.

Si tu maltratas
alguém olhas que cedo ou
tarde há de chorar também

Pelo teu desengano já
estou esperando, pois
sei que a tristeza quando
te encontrar vai te fazer
chorar.

E quando soluçando cheia
de remorsos,
pedires compeenção
para o meu coração
que perdoar não posso.

Vejo em teus lábios risos
risos de alegria
porque desdenhas tanto de
quem está chorando e vive
implorando amor

Não ria de quem padece
porque teu riso muito me
entristece.

Si tu maltratas
alguém olhas que cedo ou
tarde há de chorar também

Direto





ficha técnica da faixa
Dona Ivone Lara: voz