Nas escritas da vida

Dona Ivone Lara / Bruno Castro

Vai, usa a tua razão
Cega o teu coração
E procura entender
Me feri a valer

É tão triste viver sem sorrir
À procura de um ninho
Pra amenizar as agruras do caminho
Vai, eu não vou resistir
Eu não vou insistir
Não vou me exceder
E não vou debater
Só preciso dizer a você
Nas escritas da vida
Eu não nasci pra sofrer

Não me acostumei
A não ser mais ouvido
Eu juro, não me acostumei
A não ter seu carinho no depois
Não posso acreditar
Se a paixão acabou
É melhor terminar
Não me acostumei
A não ouvir bom dia
Eu juro, não me acostumei
A tanta covardia no amor
É justo conjugar
E a primeira pessoa amar


© Warner Chappell Edições Musicais LTDA /
Nas escritas da vida
ouça a música
em Canto de rainha, 2009 Áudio
em Nas escritas da vida (com Bruno Castro), 2010 Áudio