Império e Portela

Dona Ivone Lara / Bruno Castro / Diogo Nogueira / Ciraninho

Vai lá no Império, lá em Madureira
De Beto Sem Braço, Aniceto
Mestre Fuleiro e Silas de Oliveira

Vai lá na Portela, lá na Portelinha
De Paulo, Paulinho, Natal
Mestre Candeia, Monarco e Casquinha

Vai lá conhecer o Samba na sua matriz
No clã onde a mocidade respeita a raiz
Vai lá contemplar o Samba na essência mais bela
Vai lá no Império, vai lá na Portela…

Quando vejo a imponência da águia guerreira
Surgir na avenida
Transbordar em meus olhos
Um mar de saudade dos tempos atrás
De quando o azul abraçou-se com a paz
E fez nascer a luz
Que até hoje ilumina o povo de Oswaldo Cruz

Mas o branco também abraçou-se com a cor da esperança
E assim reluziu na Serrinha e Coroa Imperial
Que brilha no meu carnaval e a pureza do samba reflete
Que Deus abençoe o menino da 47


© Direto / EMI Songs do Brasil Edições Musicais LTDA / Direto
Império e Portela
ouça a música
em Baú da Dona Ivone, 2012 Áudio