Rainha Quelé

Dona Ivone Lara / Délcio Carvalho

Rainha Quelé
Quem te fez assim foi a natureza
Rainha Quelé
Com a sua fé, espalha beleza
O mundo africano
Cheio de tristezas e desenganos
Que faz cantar
E também sonhar

Vejo a lua prateada, no terreiro de jongueiro
Escutando a sua voz, pragueijando o cativeiro
Encantando o nosso povo, que dejesa te saudar
Renovando esperanças, glórias de quem sabe amar
Sabe amar, sabe amar ô ô, sabe amar, Rainha!

Negritude vive solta, cada vez é mais presente
Quando o mundo é ritmado, quando vive o samba quente
Representa nossa gente, vem rainha, vem cantar
O teu canto comovente, glórias de quem sabe amar
Sabe amar, sabe amar ô ô, sabe amar


© Warner Chappell Edições Musicais LTDA /
Rainha Quelé
ouça a música
em Arte do encontro, 1986 Áudio