O trovador

Dona Ivone Lara



Me deixa cantar para não me afogar nessa agonia
O que me aperta o coração
Pode virar
Um canto que vai espalhar alegria
Emoção sem par
Eu sou trovador
Eu sou a canção que vem das ruas
Que atinge a todos
Do mendigo ao imperador

Abençoada pela luz da poesia
Eu vou cantando para espantar a dor

Em cada canto da cidade há um motivo
Um canto vivo procurando a liberdade
Se não os crimes
Que o véu da noite encobre
Há tantos outros que revoltam a humanidade
O tempo passa e deixa um rastro de saudade
Que me acompanha, que me abraça, que me invade

A lembrança quem só me fez feliz
Vou cantando a minha canção de amor


© Direto
O trovador
ouça a música
em Sempre a cantar, 2004 Áudio